Araruna-PB, Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019

| Acessibilidade | e-Sic | Transparência

Em reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 12, na sede do SCFV – Isabella Belmiro, os representantes da Prefeitura de Araruna e do Governo do Estado deram mais um passo importante visando a instalação da Casa de Economia Solidária em Araruna. Para tanto foi constituído o Comitê Gestor da Casa ECOSOL.

Participam do Comitê Gestor representantes de Araruna, Tacima, Damião e Dona Inês, composto pelos  seguintes representantes: Araruna (Maria José Jerônimo, Maria José da Silva Araújo e Geraldês da Silva Rodrigues); Tacima (Marineide Bernardo da Silva Ribeiro e Edilza Esmerindo de Sousa); Damião (Lucinete Maria Pontes da Silva e Ecione dos Santos Rodrigues); Dona Inês (Sérgio da Silva de Araújo).

Participaram da reunião o gerente executivo das Casas de Economia Solidária da Paraíba, Marcelo Melo, os secretários municipais Availdo Azevedo, André Medeiros, Múcio Macêdo, Edvaldo Costa e Charles Pontes, a ex-vereadora Dorotéa Batista, Ricardo Câmara, gerente de turismo, Wellington Rafael, gerente de Cultura, Julieta Estevão, gerente de políticas públicas para juventude, representantes dos municípios de Dona Inês, Tacima e Damião, além dos artesãos, apicultores, catadores, agricultores e presidentes de associações.

Para o secretário de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Rural de Araruna, Availdo Azevedo essa reunião marca um importante momento de construção de novos horizontes para a economia solidária, artesanato e agricultura familiar do município. “Foi uma reunião positiva não só para o município de Araruna, mas para os demais municípios inseridos nesse projeto. Preservar a agricultura familiar é, antes de tudo, cuidar de quem cuida da gente, e nós de Araruna estamos muito felizes de termos sido contemplados pelo governo do estado com a casa ECOSOL. Graças ao esforço do nosso prefeito Vital Costa, Araruna ganhará nos próximos dias esse espaço para que trabalhadores da agricultura familiar possam comercializar produtos diretamente aos consumidores.” disse o secretário Availdo.

De acordo com o gerente executivo das Casas de Economia Solidária da Paraíba, Marcelo Melo, um dos grandes gargalos que os produtores e os artesãos enfrentam é na comercialização de seus produtos; então uma parceria do poder público, estado e município, é fundamental para que esse espaço cresça.

A artesã Maria José considerou que, a partir da abertura da Casa de Economia Solidária em Araruna, muitos passos serão dados a caminho de uma nova perspectiva de crescimento da economia solidária no município.



Postado por: ASCOM - PMA