Araruna-PB, Quinta-Feira, 19 de Abril de 2018

| Acessibilidade | e-Sic | Transparência

As crises política e econômica atingiram em cheio o caixa das prefeituras em 2017. Com uma já esperada redução do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), devido à queda de arrecadação do Governo Federal, os prefeitos precisaram de cautela e responsabilidade para honrar compromissos, realizar obras e fazer manutenções. Por isso a importância de uma administração municipal responsável e transparente.

Siga nossas páginas no Facebook, no TwitterInstagram e veja nossos vídeos no Youtube.

Para se ter uma ideia, em 2017, mesmo com o reajuste do salário mínimo e aumento do piso dos professores, Araruna teve um déficit referente aos repasses do governo federal de aproximadamente 1 milhão e novecentos mil reais. No ano de 2016, o município de Araruna recebeu de repasses federal a quantia de R$ 33 milhões, já em 2017, o valor repassado pela União foi de R$ 31.176.434,47 (trinta e um milhão, cento e setenta e seis mil, quatrocentos e trinta e quatro reais e quarenta e sete centavos), o que representa uma queda de 5,55% nas receitas do município se comparado ao mesmo período do ano passado.

É aí que as emendas parlamentares federais, que são destinadas pelos deputados às prefeituras, se tornam fundamentais para dar fôlego aos investimentos. No ano de 2017, somente o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP) conseguiu empenhar e indicar mais de R$ 7 milhões de recursos para Araruna. Entre suas principais ações estão:

R$ 160 mil Compra de ambulância;

R$ 50 mil Equipamentos odontológicos;

R$ 4 milhões e meio Implantação de sistema de abastecimento de água nas comunidades rurais de Araruna;

R$ 288 mil Fortalecimento do SUS;

R$ 975 mil Reforma do Mercado Público;

R$ 390 mil Construção do Curral do Gado;

R$ 850 mil Construção do Centro de Diagnóstico por Imagem;

R$ 149 mil Instalação de sistema de abastecimento em áreas rurais

R$ 100 mil Implantação de melhorias habitacionais na Zona Rural

Em contato com a redação do Araruna Online, o prefeito Vital Costa, contou que administrou os recursos do Município guiado pelos seguintes princípios: honestidade, compromisso, transparência e acesso à informação para população. “Mesmo com o atual cenário político nacional, marcado por escândalos e uma violenta crise econômica, a cidade de Araruna não ficou paralisada. E isso é visível. Qualquer pessoa que andar pela cidade consegue constatar isso sem nenhuma dificuldade. Todos os setores tiveram importantes avanços nesses doze meses de governo”, avalia Vital Costa.

Apesar das dificuldades enfrentadas pelos municípios brasileiros, principalmente com a diminuição dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios – FPM, o Governo Cuidando da Nossa Gente pagou os servidores municipais em dia durante todo o ano de 2017, injetando na economia do município quase R$ 20 milhões.



Postado por: Araruna Online