Araruna-PB, Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2019

| Acessibilidade | e-Sic | Transparência

Pedra da Boca

Situado no município paraibano de Araruna, na microrregião do Curimataú Oriental, o Parque Estadual da Pedra da Boca é uma reserva ecológica e ambiental que apresenta um dos mais importantes patrimônios geológicos do estado da Paraíba e do Brasil, possuindo uma área de cerca de 160 hectares na zona rural de Araruna, onde também se encontra a povoação rural de Água Fria, sendo um lugar que encanta a todos que o visitam por suas mais diversas belezas.

Complexo rochoso do Parque Estadual da Pedra da Boca, Araruna, Paraíba.

O Parque da Pedra da Boca foi criado pelo decreto nº 20.889, aos sete de fevereiro do ano 2000, pelo então governador da Paraíba o senhor José Targino Maranhão, e localiza-se num acidente geográfico de inavaliável valor natural e geológico, incrustado entre os contrafortes da Serra da Confusão e da Serra de Araruna, na divisa dos estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte, que embora separados pelo rio Calabouço, são intimamente ligados, onde os mesmos contemplam em conjunto as suas agradáveis paisagens, principalmente a famosa Pedra da Boca, que se destaca diante outros afloramentos rochosos, como a grande atração da reserva ecológica da qual lhe empresta o nome.

Merecem serem destacadas no parque as manifestações folclóricas e culturais que circundam o imaginário dos habitantes da região, onde lendas e crenças fazem parte de sua rotina, e transformam em destaque a oralidade das pessoas do lugar que contam suas histórias, grande exemplo é o do muito conhecido senhor Francisco Cardoso de Oliveira, popular “Seu Tico”, que é nativo do lugar e  reside aos pés da Pedra da Boca, servindo muitas vezes de guia do parque para universitários e turistas, sendo conhecedor de trilha e de lendas das quais transmite como muito gosto aos visitantes a exemplo das lendas da Serra da Confusão, da “Espingarda de Ouro” e  do “Galo Encantado”.

Aspectos da Pedra da Boca, Pedra da Caveira, Pedra do Rn, e  prática de rapel.

As atrações do parque atraem milhares de turistas nacionais e internacionais todos os anos, de onde os quais têm como opção as práticas de turismo das mais variadas modalidades, de acordo com os mais variados gostos, a exemplo de turismo de contemplação, ecológico, aventura, religioso, além de ser campo de estudo acadêmico científico de geógrafos, historiadores, arqueólogos de todo Brasil.

O Parque além de apresentar afloramentos rochosos magníficos como a Pedra da Boca, Pedra da Caveira (Pedra do Anselmo), Pedra do RN, Pedra do Carneiro e Pedra do Letreiro, para citar algumas, ainda apresenta um valiosíssimo acervo de inscrições rupestres, que são os vestígios dos passos dos indígenas que habitavam estas regiões serranas de Araruna e circunvizinhança potiguar, localizados na Pedra do Letreiro, onde também se encontra o Santuário de Nossa Senhora de Fátima, que atrai muitas pessoas para suas tradicionais missas a todo dia treze de cada mês e em especial no mês de maio onde milhares de pessoas, visitam o parque e nele vêm depositar sua fé.

O Parque Estadual da Pedra da Boca apresenta paisagens naturais fabulosas que encantam quem o contempla, seu potencial turístico econômico é gigante, de Araruna e do estado da Paraíba, sendo um local viável para o desenvolvimento da população local,  aliando desenvolvimento econômico e a preservação do meio ambiente, nesta maravilha que brotou no solo do município de Araruna.



Postado por: Wellington Rafael